Blog

Fique por dentro dos assuntos

Quais tipos de SPDA existem?
27
jan

As descargas atmosféricas contêm quantidades muito grandes de energia elétrica. Ainda que uma descarga atmosférica seja de muito curta duração, ela pode ser a causa de muitos danos e destruição.

Os efeitos diretos de uma carga elétrica podem ser óbvios e imediatamente aparentes. Isto é, edifícios danificados, árvores destruídas, pessoas feridas e até mesmo a morte.

No entanto, as descargas atmosféricas, popularmente conhecidas como raios ou relâmpagos, podem causar danos secundários que não são tão visualmente aparentes. Os picos de curta duração e alta tensão, chamados de sobretensões transitórias, podem causar danos igualmente catastróficos aos sistemas elétricos de uma casa ou de um prédio.

É por isso que é tão importante contar com um bom SPDA, ou sistema de proteção contra carga atmosférica. Se você ficou interessado e quer saber mais sobre esses sistemas e seus diferentes tipos, continue lendo esse artigo.

O que são os SPDA?

A sigla SPDA significa sistemas de proteção contra descargas atmosféricas, que são popularmente conhecidos como para-raios. A função desses sistemas é de proteger estruturas como casas e prédios contra incêndio ou destruição mecânica e evitar que pessoas sejam feridas ou mesmo mortas em caso de descarga atmosférica.

Um sistema global de proteção contra descargas atmosféricas consiste na proteção contra descargas atmosféricas externas, que podem ser conhecidos popularmente como raios, e na proteção contra descargas atmosféricas internas, as sobretensões (tensões que sejam superiores à capacidade do circuito elétrico).

Tipos de SPDA

Existem alguns tipos de SPDA e eles podem variar entre simples para-raios feitos de cobre e sofisticados sistemas de para-raios eletrolíticos com reposição ativa de umidade no solo.

Os sistemas de proteção contra descargas atmosféricas podem ser feitos de vários materiais diferentes. Tanto o cobre como o alumínio podem ser utilizados para a instalação desses sistemas. Normalmente, o cobre tende a ser o material mais utilizado por ser um melhor condutor de eletricidade.

Se o alumínio for usado, o cabo precisa ser maior do que o cabo de cobre para conduzir a mesma quantidade de corrente elétrica. Os sistemas de proteção contra descargas atmosféricas também podem ser feitos de aço inoxidável e materiais cerâmicos.

Confira abaixo uma lista com alguns tipos de SPDA:

– Para-raio convencional

Os primeiros para-raios foram inventados em 1753 por Benjamin Franklin. Este tipo de para-raios é composto por um haste de cobre de 6 metros de altura. Essa haste fica ligada a dois condutores e dois sistemas de ligação à terra.

– Método das Malhas

O método das malhas, originalmente baseado nas instalações da gaiola de Faraday, consiste apenas em alguns condutores de malha que ficam na cobertura dos telhados e nas paredes laterais das casas e prédios, enquanto que os pára-raios convencionais só protegem alguns pontos específicos.

– Gaiola de Faraday

A gaiola de Faraday é feita através de uma combinação dos condutores com ligação à terra que são colocados a distâncias adequadas, dependendo do nível de proteção desejado, de maneira formar uma gaiola no topo da casa ou do prédio.

Se você ficou interessado e precisa de soluções em sistemas elétricos, acesse a página principal de nosso site e entre em contato.

Relacionados

NEWS LETTER

Cadastre seu e-mail e receba notícias e novidades