Blog

Fique por dentro dos assuntos

Quais as medidas de proteção contra choques nas instalações elétricas?
29
jan

Para assegurar as instalações elétricas sejam devidamente seguras, a adoção de determinadas medidas de proteção é uma ação essencial para que haja a prevenção contra eventuais acidentes ou contratempos de maneira geral.

Quando este conjunto de ações preventivas é seguido e aplicado de maneira adequada pelos profissionais que farão a instalação elétrica (seja em ambiente residencial, comercial ou de qualquer tipo) dos espaços, eles garantem uma maior segurança tanto para a integridade deles mesmos quanto das pessoas que irão passar a frequentar o local.

No tópico a seguir, mostraremos em mais detalhes quais são os elementos destas medidas de proteção contra choques e demais situações nocivas em instalações elétricas. Acompanhe a leitura e confira!

Regulamentação das medidas protetivas

É importante ressaltar que, independente da modalidade de instalação elétrica que se pretende fazer, existem algumas diretrizes de base que sempre devem ser seguidas pelos profissionais envolvidos na obra.

Uma situação de potencial risco se define pelos casos em que existe a possibilidade de algum dano ou lesão física para as pessoas que circulam pelo espaço em que a instalação elétrica foi realizada devido à falta de ações que têm como propósito o controle e gerenciamento destes riscos.

Para esta finalidade de proteção, as partes mais “expostas”, por assim dizer, da fiação elétrica devem estar pouco acessíveis para as pessoas que circularão pelo local, a fim de evitar contatos desnecessários que podem causar acidentes.

Para as chamadas instalações elétricas de baixa tensão, as quais são os tipos mais comuns utilizadas em casas e espaços comerciais de diferentes características, existe um conjunto de medidas de proteção básica que são fundamentais no momento de realizar a obra.

A Norma Brasileira de número 5410 é uma diretriz reguladora de especificações técnicas que abrangem este tipo de atividade de instalação elétrica com o intuito de assegurar a integridade e a proteção tanto dos funcionários quanto das pessoas em geral.

Para garantir o maior índice de segurança possível nos projetos de construção, é essencial que os profissionais envolvidos no projeto tenham em mente um cenário amplo de possibilidades que possam vir a causar incidentes, levando em consideração todas as possíveis situações de vulnerabilidade e exposição.

Tendo estas regulamentações como elementos norteadores para as instalações elétricas, existe uma série de medidas que garantem a integridade e a proteção básica dos espaços, como os recursos de isolamento dos fios, a criação de barreiras, a utilização de invólucros para os elementos de alta tensão e as técnicas de limitação de tensão.

Para os ambientes nos quais o risco e a vulnerabilidade às instalações elétricas são mais elevados, existem as chamadas ‘proteções adicionais’, as quais envolvem elementos como a equipotencialização suplementar e a utilização de DR de sensibilidade alta (de 30 mA).

Em caso de proteção supletiva, a qual acontece nas situações em que não existe um contato direto com a instalação elétrica, os seguintes elementos podem ser adotados: a chamada isolação suplementar dos fios e a separação elétrica.

Somos uma empresa especializada em soluções elétricas e de automação. Entre em nosso site e conheça mais sobre nossos serviços.

Relacionados

NEWS LETTER

Cadastre seu e-mail e receba notícias e novidades